segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Debate sobre agrotóxicos no Festcineamazônia

O Brasil é o maior consumidor de produtos agrotóxicos altamente nocivos à saúde humana e ao meio ambiente

O tradicional debate que ocorre durante o Festcineamazônia terá nesta edição um tema extremamente importante para o público em geral. Com base no filme “O veneno está na mesa”, de Sílvio Tendler, as discussões transcorrerão sobre o alto consumo de produtos tóxicos, inseridos na mesa dos brasileiros por indústrias alimentícias. A exibição do filme e debate será no Teatro Banzeiros, a partir das 8 horas, de quarta-feira, 16 de novembro.

Segundo Tendler, a concepção do filme surgiu numa conversa com o escritor uruguaio Eduardo Galeano, que chamou a atenção para a exorbitante média de 5,2 litros de agrotóxicos por habitantes. Com essa medida o Brasil ocupa desde 2008 a posição de maior consumidor mundial de agrotóxico.

O filme revela que produtos proibidos no mundo inteiro são utilizados em grande quantidade na pulverização de lavouras brasileiras. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) encontra dificuldades para regulamentar o uso de agrotóxicos em virtude da interferências das indústrias com embargos judiciais.

Em 2009, a Anvisa coletou 3.130 amostras de produtos alimentícios em 26 estados, e o resultado mostrou que 29% apresentaram índices insatisfatórios com alto teor de produtos químicos nocivos à saúde e ao meio ambiente.

Após a exibição do filme acontecerá o debate com a presença do diretor Silvio Tendler; do professor doutor Artur Moretti, pesquisador da UNIR; e a advogada Advogada Letícia Rodrigues da Silva, especialista em Saúde Pública e em Toxicologia e Gerente de Normatização e Avaliação da Anvisa.

O Festcineamazônia® tem o patrocínio da Oi, BNDES, Governo Federal, Ministério da Cultura através da Lei Rouanet, Secretaria do Audiovisual, apoio cultural Oi Futuro, Funarte, CTAv, Prefeitura de Porto Velho, Secretaria Municipal de Educação de Porto Velho – SEMED, Fundação Iaripuna, Governo de Rondônia através da SECEL e SEDUC.

_________________________
Fonte: Assessoria Festcineamazônia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua com o seu verso aqui: